quarta-feira, 27 de maio de 2015

Capa do livro referente ao Prêmio Cultural Feiticeiro das Letras

 

Capa do livro referente ao 9o. lugar como Neófito da Ordem no Prêmio Cultural Feiticeiro das Letras de 2014 com o poema Celebração ao Norte de minha autoria.

Celebração ao norte

Última sexta-feira do mês.
Na Lua cheia de Ishtar,
abre o círculo mágico,
riscado de giz a revelar...

Ishtar, deusa mãe, a Isis.
Irmã de Shamash, é igual.
E filha do deus Sin, lunar.
É protetora do ritual.

Março, após o equinócio,
início das plantações, campos.
Magia evoca guardiões,
a todos os animais mansos,

pelo poder do homem em si,
por todo ato de vontade,
a obra realizar-se-á
na volúpia ou castidade.

O altar é preparado, sim.
Com esmero, velas, faca,
cabo, pentagrama, cálice,
a lâmina curva, a vara.

No círculo todos recitam
palavras de força, de poder.
Especial momento, algum
dos adeptos pode querer

de seus desejos, anseios
realizados em mim,
agradecidos aos deuses,
fecha-se o círculo enfim.

Mauricio Duarte (Divyam Anuragi)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...