Postagens

Mostrando postagens de Março 1, 2015

Os Pontiagudos Alongados – Sapatos Medievais

Imagem
Os sapatos com os dedos longos e extremamente torneados começaram a
ser usados no início do século XII na Europa Ocidental. As origens
desses sapatos foram, por fatos não muito comprovados e mais por
tradição, colocado nos pés do conde d’Anjou, que tinha a necessidade de
cobrir os dito cujos em virtude de deformidades enormes. Acredita-se que
seriam enormes joanetes ou dedos disformes e grandes, tanto que o
chamavam de o nobre pato. Outra tradição coloca a origem de tal sapato
vinda dos árabes, Oriente Próximo, e que a mesma teria existido desde os
sumérios, mas também sem possibilidades de comprovação histórica. Há
certos manuscritos, século XIII, que relatam cruzados citarem tais
calçados como sendo cômodos e que levariam tal comodidade aos seus
reinos e feudos. Esta última análise nos parece mais convincente, pois
há relatos de 12 cruzados transcritos em pergaminhos, encontrados em uma
embarcação náufraga, que foi encontrada muito bem conservada, no mar
Mediterrâneo,…

Apresentando uma boa obra

Imagem
Se você irá apresentar a obra nas editoras, é porque decidiu a trilha mais trabalhosa. Como foi explicado em uma postagem anterior, o primeiro passo é o foco; por qual trilha você irá percorrer. Mas antes, o escritor precisa saber de alguns detalhes notáveis.
Antes de tudo, você precisa registrar sua obra na Biblioteca Nacional. Encaderne a sua literatura, numere as páginas, preencha a ficha (disponível no site) e leve junto com o comprovante do depósito e com a cópia de suas documentações exigidas no escritório da BN. Eles lhe darão um número provisório e após algumas semanas, o definitivo. Com isso, a sua obra já está segura para ser analisada pelos editores, protegida legalmente de plágio.
Faça uma pesquisa de editoras que selecionam obras. Evite editoras muito grandes, porque elas demoram muito tempo para responder (no caso, para dar um “NÃO”; isso quando respondem), além de receber dezenas de livros por dia. E muitos deles são descartados sem sequer serem lidos. Tudo porque os a…