Postagens

Mostrando postagens de Maio 5, 2013

Habitações no BI: “Tudo pela Cidade Dormitório!”

Imagem
Neste artigo, o professor e comunicador Frederico Carvalho, presidente da União dos Jornalistas e Comunicadores de São Gonçalo, expressa seu pensamento a respeito do destombamento da área do 3º BI.


Na década de 1960, por ocasião daquele triste episódio do incêndio do circo, Niterói não tinha como arcar com o número de mortos da tragédia. A solução encontrada, por boa vontade do município vizinho, foi enterrar as vítimas em São Gonçalo, numa área praticamente central, que servia de vista bucólica para o então Palacete do Mimi, um lugar de glamour e de grandes festas seletas, com gente importante circulando, dando a São Gonçalo a visibilidade que merecia no cenário de então. A vista bucólica se encheu de enterros, corpos, sepulturas... Aos poucos o Palacete foi perdendo o seu glamour. Os vivos ilustres deram lugar aos mortos da tragédia. A “Manchester Fluminense” começou a se desfigurar e a cidade se tornou “dormitório”. Aliás, não se libertou do título. Em 2010, novo desastre abala Sã…

Escritor Gonçalense Premiado pela Academia Soberana de Artes

Imagem
A Academia Soberana Brasileira de Artes do Estado do Rio de Janeiro (ASBAERJ) e a Academia Real de Artes, Música e Letras do Estado do Rio de Janeiro (ARAMLERJ) aprovaram o escritor acadêmico gonçalense Leo Vieira (secretário da SAL) como Membro Honorário "Ad Perpetuam", o qual também receberá a Medalha de Ordem do Mérito Membro Acadêmico Imortal.
O autor anuncia que está em fase de captação o "I Circuito Cultural Literário" em São Gonçalo e o lançamento de mais dois livros, cujas aventuras também são narradas na cidade.

Leo Vieira é autor do livro "Alecognição", publicado pela Editora Lexia.