segunda-feira, 22 de junho de 2015

Leo Vieira: A Lorota da Distribuição de Livros

Um dos sonhos mais almejados pelo escritor iniciante com certeza é encontrar o seu livro por acaso em alguma livraria. Como seria gratificante viver das letras, entre outras coisas. Mas ao mesmo tempo também precisamos ser espertos e não levar tudo na promessa comercial e aprender a analisar os dois lados da situação.
Todos nós sabemos como funciona o esquema da editora por demanda. É uma solução (embrionária) para a apresentação da obra e desenvolvimento do escritor que está começando. Começa a partir daí a trilha pelo caminho das pedras literário. Mas não é pra desanimar; tudo dependerá do seu empenho, entusiasmo e criatividade.
É muito importante saber como que funciona tudo isso. Existem editoras (tradicionais e por demanda) que dão a esperança da probabilidade da obra ser distribuída em livrarias. Mas também não podemos ser ingênuos e saber como funciona o esquema de venda das livrarias. Na maioria das vezes, as livrarias somente vendem livros consignados. Isto é, tem que entregar um lote por conta da editora e se não vender, a mesma tem que pegar de volta. Para um sistema de distribuição em uma rede de livrarias, o lote deve ser entre 3 mil a 15 mil exemplares. 
Aí fica uma questão no ar: será que a editora (que te fez pagar pela produção e

impressão) vai bancar essa despesa maior?

Leo Vieira


Acompanhe a campanha de incentivo à leitura "Leia + Livros", do Leo Terário.
® Leo Vieira- Direitos Reservados 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...