Postagens

Malebranche

Imagem
Malebranche
Para Malebranche a diferença entre ele mesmo e Espinoza parecia infinita. E externamente isso era verdadeiro. Espinoza era um judeu, excomungado da sinagoga; Malenbranche um padre cristão. Um foi educado na Cabala, o outro transitava nos escritos de Santo Agostinho.Mas grande como eram as diferenças externas, julgamentos imparciais simplesmente reconectaram esses dois professores de teologias análogas. Descartes, como nós temos visto, admitia dois tipos de substância – a criada e a incriada – mas na realidade a última era apenas substância real.Espinoza viu essa inconsistência e fez das substâncias criadas acidentes ou modos da incriada.Mas essas substâncias criadas são evidentemente de dois tipos – a espiritual e a material.Elas podem ser reduzidas a uma, ou são, na sua essência, inteiramente distintas?Descartes tinha a última opinião.Espinoza sustentava a primeira.Disto resultou sua crença na unidade original do pensamento e da substância extendida; de Deus como pensamen…

Visite a página "Respirando poesia" da Poetisa Acadêmica da AGLAC: Bartira Mendes

Imagem
Visite a página "Respirando poesia" da Poetisa Acadêmica da AGLAC, Bartira Mendes, e se delicie com poemas de profunda inspiração nos quais o amor, o afeto e o carinho transbordam. https://www.facebook.com/bartiramendesrespirandopoesia/

O que a crítica literária preconiza atualmente através do olhar sobre o romance Adaflor?

Imagem

Relógio de Sol de São Gonçalo

A TV Futura apresenta o Relógio de Sol de São Gonçalo, único no mundo de duas faces, criado pelo Acadêmico Presidente da AGLAC, Décio Machado.

Página da querida AGLAC

Imagem
E chegamos as 500 curtidas na nossa da Página da querida AGLAC. Agradecemos a todo(a) o(a)s amigo(a)s, parceiro(a)s e colegas de jornada literária, artística e cultural.

https://www.facebook.com/academiagoncalensedeletrasarteseciencias/

Manual do Guerreiro da Luz - por Maurício Duarte :: Divulga Escritor

Imagem
Manual do Guerreiro da Luz - por Maurício Duarte :: Divulga Escritor

Aqui passo a analisar o livro Manual do Guerreiro da Luz de Paulo Coelho.  O livro aborda temas universais que permeiam a vida de todas as pessoas – conquistas, derrotas, escolhas, destino, paixão, esperança, amizade, entre outros.  A publicação é uma compilação de pequenas histórias ou considerações já publicadas antes em “Maktub”, coluna que fez parte do jornal Folha de São Paulo, e de outros jornais, entre os anos de 1993 e 1996. Um livro de “lições de vida” não é original nem tão pouco fora do comum...  Muitos escritores dedicaram seu tempo numa brochura deste tipo.  O que há de diferente nesse Manual do Guerreiro da Luz é que Paulo Coelho se debruça sobre algo constante em sua trajetória literária – e não só espiritual ou religiosa – desde, ao menos, o prólogo de As Valkirias (livro autobiográfico).  Refiro-me a citação do seu mestre J. quando diz: “ Porque a gente sempre destrói aquilo que ama.” Uma afirmação q…