Postagens

Mãos aos Versos, Antologia II da AVL

Imagem
Olá amigos e amigas.

Boa tarde.

Recebi hoje os exemplares do livro Mãos aos Versos, Antologia II da AVL (Academia
Virtual de Letras Antonio Aleixo) da qual eu, Mauricio Duarte, participo.
Um prazer e uma honra estar convivendo com tão grandes poetas e poetisas na AVL.
A Antologia II está muito bonita, muito bem diagramada e com design gráfico perfeito, além
de ter contado com o trabalho impecável de revisão da nossa vice-presidente Simone Moisés.
Agradeço muito a AVL, à Sy Moises, à nossa presidente Maria Ivoneide Juvino de Melo e à editora
USCA, na figura do incansável Dy Simão.

A edição possui formato 14 x 21 cm, capa colorida, miolo PB, 140 páginas
e cada poeta da AVL conta com 3 poemas, além da biografia.

O exemplar está saindo a R$ 25,00 + FRETE.

Peça agora e eu envio o seu livro com um autógrafo especialmente para você.

12o. Louvor na AVL

Imagem
Recebi meu 12o. Louvor na AVL (Academia Virtual de Letras António Aleixo). Estou muito contente.  Um por todos e todos pela poesia.


Reunião mensal da Sociedade / Junho 17

Imagem
Como de costume, nossa Reunião Mensal foi realizada no Atelier Leonardo Santiago, Barro Vermelho, São Gonçalo.

Marcos Paulo Alfa

Imagem
Marcos Paulo Alfa
Qual o limite da identidade?  A identidade pós-pós-moderna – pós-tudo – que nos arranca dos nossos lugares comuns e nos leva para encararmos nossa própria identidade – ou pseudo-identidade – em camadas e todas falsas – diriam alguns... Marcos Paulo Alfa tem a medida exata disto e tira partido deste fato em seu trabalho de graffiti nos muros da cidade bruta, bruta cidade... As suas criaturas do graffiti podem ser aparentemente “fofas” e “engraçadas”, “pop” e “ideológicas”, “expressivas” e “frágeis”... Porém, em sua maioria, senão na totalidade, permanecem inclassificáveis.  Desde o elefante azul ciclópico de um olho só – ou são dois olhos? – que parece uma figurinha de desenho animado ou de HQ infantil; nada tem de infantil, e altamente gráfico; até o ursinho de pelúcia skatista e grafiteiro com requintes de 3D em luzes e sombras, misturado ao alto tratamento gráfico elétrico.   Passando pelo garoto azul com a TV na cabeça aberta, com o canal que para a sua programaçã…

VOZES QUE CALAM . Sementes líricas de Mauricio Duarte

Imagem
Destaque para o livro VOZES QUE CALAM . Sementes líricas de Mauricio Duarte, de minha autoria, na Revista Divulga Escritor no. 27 . junho / julho de 2017 

https://issuu.com/smc5/docs/27_divulga_escritor_revista_literar/116

O conceito de Conan, o bárbaro

Imagem
O conceito de Conan, o bárbaro O conceito, a essência, o segredo, a tônica ou a mensagem que está por trás das narrativas de Conan, o bárbaro é algo muito peculiar e muito singular desta história. O que quer que queiramos ver, essa sensação nos toca profundamente porque exige muito de nós, sem no entanto, nos tolher em nada. Assume nossa herança biológica, nossos instintos primitivos, nossa força, nossa alma de um modo completo e total. Conan é um bárbaro, mas também é rei. Conan é mais civilizado do que todos os civilizados, mais honrado do que todos os civilizados, mais justo do que todos os civilizados. Ele não precisa da civilização; a civilização é que precisa dele.
 Na sua inteireza como ser humano prova que o indivíduo pode fazer a diferença quando acredita em si mesmo sem usar um falso verniz dito civilizatório, – que de valor real pouco ou nada possue – mas antes, usa dos instintos da sua força e da sua alma do seu próprio interior.