Postagens

Lembrança de Evento Cultural no Restaurante Sintonia Fina

Imagem
Lembrança de Evento Cultural no Restaurante Sintonia Fina, com Carlos Alberto Oliveira, Kleber Marques, Fábio Hartmann, Olizete Tupini, Mauricio Duarte, Paulo Martare e outros amigos convidados.
Visite a página do Arquiteto, Artista Plástico e Escritor Carlos Alberto Oliveira . https://www.facebook.com/CarlosAOliveiraCAOL/
#página#visite#Carlos#Alberto#Oliveira#CAOL#letras#

Lembrança de Evento Cultural no Bistrô D'aVó

Imagem
Lembrança de Evento Cultural no Bistrô D'aVó, com Renata Idalgo, Jandira Magno, Oton São Paio e outros convidados amigos.
Visite a página do Arquiteto, Artista Plástico e Escritor Carlos Alberto Oliveira . https://www.facebook.com/CarlosAOliveiraCAOL/
#página#visite#Carlos#Alberto#Oliveira#CAOL#letras#literatura#evento#cultural#Bistrô#DAvó

Lembrança da Formatura da amiga Jéssica Passos no Aterro do Flamengo

Imagem
Lembrança da Formatura da amiga Jéssica Passos no Aterro do Flamengo. Estagiária do arquiteto Carlos Alberto Oliveira.
Visite a página do Arquiteto, Artista Plástico e Escritor Carlos Alberto Oliveira . https://www.facebook.com/CarlosAOliveiraCAOL/
#página#visite#Carlos#Alberto#Oliveira#CAOL#arquitetura

Cristo Vive em Mim

Imagem
Cristo Vive em Mim
Gozo
Poder
Liberdade
E comunhão
Cristo vive em mim.
Justiça
Amor incondicional
Encontro com a paz
E a certeza que
Cristo vive em mim.
Pai atento
Que meus pensamentos, conhece
Meus passos, conduz
Minha alma, alimenta
Cristo vive em mim.
No dia a dia
Entre o medo
E a coragem
A força
E a fragilidade
Deus
Perdoa meus pecados
Renova a minha fé
Ao coração
A paz traz
E em oração
A ti me entrego
Cristo vive em mim.
Bartira Mendes
(Extraído do livro Gratidão, Meus Versos para Ti, Senhor . Bartira Mendes . Editora Fontenele . Páginas 59 e 60 . São Paulo . 2016)
Visite a página da poetisa, escritora e palestrante Bartira Mendes . RESPIRANDO POESIA . https://www.facebook.com/bartiramendesrespirandopoesia/
#visite#página#facebook#Respirando#poesia#poema

Epitáfio: nossa civilização

Imagem
Academia Gonçalense de Letras, Artes e CiênciasPatrono: Marechal João Batista de MattosAcadêmico: Mauricio Antonio Veloso DuarteCadeira: 56


Epitáfio: nossa civilização
Experiência desses mortos-vivos todos, nosso homem contemporâneo estrebucha, é preso entre o niilismo e a desesperança, é um ébrio de fantasias degradadas...
Dejeto químico da humanidade, essa ferrugem corrói, sim, inclemente, a tal honestidade que ainda restava nas consciências ou o que se dizia como isto...
Destroços de uma estrutura muito gasta, cuja força é agora só uma maior tibieza, aquela que não é resignação, não, mas também não é positiva, ao contrário...
Exaltação dos penduricalhos do amor, esse amor que é puro egoísmo, que não chega. Nunca chega, não é nem hedonismo não. Epitáfio: nossa civilização...
Mauricio Duarte (Divyam Anuragi)

Manobras da Sobrevivência

Imagem
Manobras da Sobrevivência
No rosto humano
O cansaço agride sua forma
E de repente a criança
Se vê crescida
E dormindo
A noite se estende em sonhos
Onde a paz
Toca em sua face ingênua
O amor chega a alma
Pois gosta de sentir o prazer
E sabe poder sorrindo
Transformar em festival
O que antes
Era festa.
E sob o signo da esperança
Meio sem jeito
Mas com todas as razões
Em gargalhadas
Muda o astral de seus dias
Acabando por certo
Com a obsessão que dentro de si, reina.
Pensando com a razão
Fazendo das palavras escritas
Frases em verdades
Nunca ditas
Muito pouco popular
Chega ao fim da leitura do dia a dia
Buscando aplaudir ou pichar.
É mais um ser criança
Ao tentar crescer
E se sentir gente
Será apenas mais um humano
Que ao habitar na casa do planeta terra
Teve como única opção e abrigo
Deitar na cama do cotidiano
Aguardando na madrugada
Os sonhos
Não ver terminarem
Embora de tanto lutar
Morrendo se vê agora
Isso sou eu
Isso é você
Assim é a humanidade.
Bartira Mendes
Imagem: Peça de arte de Mauricio Duarte - Intrincado - guache e ca…

SANTAÇÃO . Drama Musical . Carlos AOliveira

Imagem
SANTAÇÃO
Drama Musical
Carlos AOliveira
Apresentação: "Arquiteto de formação, Carlos Alberto de Oliveira, possui uma longa caminhada no meio artístico, com músicas, pinturas e poesia. A peça é uma metaficção, na qual aponta esse lugar paratópico de que nos fala Dominique Maingueneau. Personagens que buscam na arte o seu perfil profissional, mas que são impactados pela dureza e ferocidade de uma sociedade urbana degradada, fragmentada e náufraga de esperanças. Seres humanos que ao serem relegados à marginalidade, no sentido de viver às margens do melhor que a sociedade pode oferecer, se embrutecem e atuam sob a égide de tal endurecimento. Uma peça repleta de canções magníficas que compõem o sentido dessa comunhão, que chamaríamos de espiritual, com as mazelas humanas."
Margareth Sales - Escritora, formada em Pedagogia e Letras. Pós-Graduada em Literatura e Mestranda em Literatura.
Edição do autor56 páginas15 x 21 cmcapa coloridamiolo PBSão Gonçalo2019
Preço: R$ 20,00 + FRETE dos co…