sábado, 5 de setembro de 2015

Coletânea Som de Poetas da Editora Papel D´Arroz de Portugal


 
Poemas de minha autoria foram publicados recentemente na Coletânea Som de Poetas da Editora Papel D´Arroz de Portugal.

Os poemas foram esses:

A caminhada do som poético

Se gritas uma ordem,
eu sussurro um assentimento.

Se assobias um sibilo,
eu atendo imediatamente.

Tu és força e poder,
eu, passividade, aceitação.

Tu és o som da poesia,
eu, um servo da tua caminhada.

Mauricio Duarte (Divyam Anuragi)

 


Doce chamada, doce aliança

A poesia me chama
sempre que estou dormindo.

Acordado, mas em sono,
pronto para criar, findo.

Termino no começo , é.
E vou lá desenvolvendo

o que toca o coração,
do tempo que passei lendo.

Doce aliança essa
que a poesia me faz.

Eu escrevo com dor mas é
uma dor que é capaz

de não ser sentida mas sim
lembrada; já terminada.

Eu escrevo como num mal
que me dá, numa chamada.

Mauricio Duarte (Divyam Anuragi)

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...